Skip Ribbon Commands
Skip to main content
Related Materials
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 Ford Brazil Presents the New Technology of the Ecoboost Engines

DATE: Will be calculated from "Release Start Date" field.

Mova o cursor para baixo para ler este release em português

​SÃO PAULO, Brazil - Ford first introduced in Brazil its new EcoBoost engine, which brings an innovative technology features for gasoline vehicles, during the 2nd Ford Technology Workshop - Energy Efficiency, held in São Paulo. The engine presented was the EcoBoost 2.0, of 250 hp, compatible with models of higher engine displacement.

The EcoBoost technology was developed by Ford to provide excellent performance with maximum economy and lower emissions. It combines direct fuel injection, low-inertia turbo and dual independent variable valve timing in order to generate the same power as a conventional V6 3.5 engine with a smaller block and much greater efficiency. The aluminum construction also helps reduce weight and improve performance.
 
Besides being up to 20% more economical on fuel consumption, it reduces up to 15% the CO2 emissions. All this with a strong, smooth performance, making its maximum torque of 34.5 Nm available in a broad rev band from 2,000 to 4,500 rpm. Thus, it ensures fast response under all conditions of vehicle acceleration.
 
Technical innovations
The EcoBoost engine has low inertia turbo that spins in revolutions up to 195,000 rpm and is designed for a life cycle over 240,000 km or 10 years of use. It works with a pressure up to 16 psi and uses an intercooler to reduce the temperature of the engine's intake air. The direct fuel injection works with high pressure up to 2,200 psi, and injectors with seven individual jets to spray fuel directly into the combustion chamber. Its advanced dual independent variable valve timing system (Ti-VCT) allows about 10% increase in horsepower and up to 4% in fuel economy.
 
Robustness and durability
Ford engineers thoroughly tested the EcoBoost both in dynamometer and in actual running conditions and in extreme variations of temperature. Driveability, cold starts, running in high altitudes and with a trailer were some of the situations evaluated, in which the Ford EcoBoost operated effortlessly, fulfilling the same role of a larger engine.
 
“The EcoBoost engine was designed and tested to be used without the need of any special care”, says Volker Heumann, engineer at Ford Engines. “You don't need to put in neutral before turning off the engine, don't need to meet special intervals for oil change nor use special oils.”






 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Mova o cursor para cima para ler este release em inglês

Ford Brasil Apresenta a Nova Tecnologia de Motores Ecoboost
SÃO PAULO, Brasil - A Ford apresentou pela primeira vez no Brasil o seu novo motor EcoBoost, que traz uma tecnologia inovadora para veículos a gasolina, durante o 2º Workshop Ford de Tecnologia – A Eficiência Energética, realizado em São Paulo. O motor apresentado foi o EcoBoost 2.0, que tem uma potência de 250 cv, compatível com modelos de cilindrada maior.

A tecnologia EcoBoost foi desenvolvida pela Ford para oferecer excelente desempenho com máxima economia e menores emissões. Ela combina injeção direta de combustível, turbo de baixa inércia e duplo comando independente de válvulas variável para gerar a mesma potência de um motor V6 3.5 convencional, com um bloco menor e eficiência muito maior. A construção em alumínio também contribui para reduzir o peso e favorece o desempenho.

Além de ser até 20% mais econômico no consumo de combustível, ele reduz em até 15% as emissões de CO2. Tudo isso, com um desempenho forte e suave, disponibilizando o seu torque máximo de 34,5 kgfm em uma faixa ampla de rotações, de 2.000 a 4.500 rpm. Desse modo, garante respostas rápidas em todas as condições de aceleração do veículo.

Inovações técnicas
O motor EcoBoost tem turbo de baixa inércia que gira em rotações de até 195.000 rpm e é projetado para um ciclo de vida de mais de 240.000 km, ou 10 anos de uso. Ele trabalha com uma pressão de até 16 psi e usa um intercooler para reduzir a temperatura do ar de admissão do motor. A injeção direta de combustível trabalha com alta pressão, de até 2.200 psi, e injetores com sete jatos individuais para espargir o combustível diretamente dentro da câmara de combustão. Já o avançado sistema de duplo comando independente de válvulas variável (Ti-VCT) permite aumentar em aproximadamente 10% a potência e em até 4% a economia de combustível.

Robustez e durabilidade
Os engenheiros da Ford testaram exaustivamente o EcoBoost tanto em dinamômetro como em condições reais de rodagem e variações extremas de temperatura ambiente. Dirigibilidade, partidas a frio, rodagem em altas altitudes e com reboque foram algumas das situações avaliadas, nas quais o Ford EcoBoost operou sem esforço, cumprindo o mesmo papel de um motor maior.

“O motor EcoBoost foi projetado e testado para ser usado sem a necessidade de nenhum cuidado especial”, diz Volker Heumann, engenheiro de motores da Ford. “Você não precisa colocar em ponto morto antes de desligar o motor, não precisa observar intervalos especiais de troca de óleo nem usar óleos especiais.”

 

  

By  

 
Yes
Yes
Yes
9/24/2012 1:00 PM